RIO GRANDE DO SUL GANHA 1ª EQUIPE DE CORRIDA FORMADA POR COLETORES DE LIXO

A Coletores Runners – projeto da Ponto com apoio da ABACE (Associação Buriti de Arte, Cultura e Esporte) –será publicamente lançado no dia 29/05, durante a tradicional Corrida Noturna do Dia do Desafio

 O Rio Grande do Sul está prestes a ganhar a primeira equipe de corrida formada por coletores de lixo. A Coletores Runners será oficialmente lançada em 29 de maio, durante o Dia do Desafio. O projeto da agência Ponto, com apoio da ABACE (Associação Buriti de Arte, Cultura e Esporte) – que tem como embaixador o humorista Fabio Porchat –, teve início em abril, com a seleção dos corredores e o início dos treinamentos.

A equipe Coletores Runners – formada por Anderson Antunes, Carlos Bernardo Vidal, João Felipe Antunes, Leonardo Freitas, Leonardo Martins, Paulo Roberto Ferreira e Roger Camilo – participa da prova de três quilômetros de distância, da tradicional Corrida Noturna do Dia do Desafio, dentro do Circuito Sesc de Corridas 2019. A prova está prevista para iniciar à meia-noite e um minuto, na madrugada de terça (28) para quarta-feira (29/05), com largada em frente à Rótula das Cuias (Av. Edvaldo Pereira Paiva) indo até a Rua A, próxima ao estádio Beira-Rio.

coletores_runners_portoalegre

De acordo com os sócios da Ponto, Cláudio Oliveira e Kico Vicêncio, o Coletores Runners é um projeto piloto que visa gerar visibilidade e protagonismo social aos coletores, por meio da geração de uma pauta positiva; inspirar o público em geral, não só aos atletas, para a prática esportiva e os cuidados com a saúde; e, indiretamente, despertar a consciência ambiental de valorizar a higiene das vias públicas. “Os coletores de lixo são runners, por natureza. Assim, pensamos em conectá-los a conhecimentos e outros recursos que pudessem potencializar essa aptidão inicial e render bons frutos, para eles, para a sociedade e para o meio ambiente”, explicam. Para isso, a ação disponibiliza um treinador profissional para assessoria esportiva, material esportivo, inscrição em provas locais, além de um complemento de renda por participação em provas, para até sete participantes convidados, por seis meses, período de treinos semanais. Segundo os idealizadores, apesar de usarem um chamativo macacão na cor laranja, frequentemente, os coletores de lixo trabalham de forma “invisível” aos olhos da população. “Desenvolvemos toda a identidade visual da iniciativa, com base no tradicional laranja, que foi aplicado inclusive no uniforme de corrida, para que eles possam voltar às ruas e resignificar a sua presença”, complementam.

A execução das atividades do Coletores Runners conta com recursos intermediados pela ABACE, também parceira da Copa dos Refugiados (outro projeto da Ponto), que, segundo a coordenadora executiva Lorena Braga, identificou nessa nova iniciativa, mais uma oportunidade de transformar, de forma sustentável, a realidade da comunidade local. O projeto conta, ainda, com a parceria da Re9 Assessoria Esportiva, da Margem Cinema Brasil, responsável por contar essa história em peças audiovisuais e Cootravipa (Cooperativa de Trabalhadores Autônomos das Vilas de Porto Alegre), além do jornalista esportivo e runner Sérgio Xavier Filho.

“Nossa intenção é valorizar e elevar a autoestima de uma classe trabalhadora que, historicamente, sofre preconceito, mesmo sendo fundamental para o funcionamento de todas as cidades.” Cláudio Oliveira e Rodrigo Vicêncio, sócios da Ponto.

Treinos semanais

A equipe selecionada começou a treinar no dia 15 de abril. De lá para cá, são pelo menos três encontros por semana, às segundas, quartas e sextas, às 16h. Para o exercício, os futuros atletas utilizam a pista de corrida do Parque da Redenção, no Bairro Bom Fim. Segundo Cláudio, os treinos são compostos por atividades de educação em movimentos e respiração para o running, para o reforço muscular e condicionamento físico; adaptação física, com foco na corrida; e motivação, por meio de convidados inspiradores do universo do running, da cultura, das artes e do social. Por exemplo, o primeiro encontro contou com a presença do comentarista esportivo do canal SporTV e do Sistema Globo de Rádio, Sérgio Xavier Filho, que é um dos padrinhos do projeto. A orientação técnica dos treinos fica por conta do treinador Arthur Moraes Costa, da Re9 Assessoria Esportiva, e também conta com o apoio de Cheila Schroer, terapeuta ocupacional e diretora do CID (Centro Integrado de Desenvolvimento).

Provas previstas para a equipe Coletores Runners

  • 29/05 – Dia do Desafio.
  • 23/06 – 5ª Corrida Solidária de Inverno.
  • 18/08 – Circuito Hospital Moinhos de Vento POA Day Run.
  • 28/09 – Cyrela Goldsztein POA Night Run.

 

Sobre o Coletores Runners

O Coletores Runners é um projeto da Ponto – Agência de Inovação Social – com apoio da ABACE (Associação Buriti de Arte, Cultura e Esporte) e de outros parceiros – iniciado em abril de 2019, para formar a primeira equipe de corrida formada por coletores de lixo, em Porto Alegre (RS). A ação disponibiliza um treinador profissional para assessoria esportiva, material esportivo e inscrição em provas locais, para até sete participantes convidados, por seis meses, período de treinos semanais. Tem três grandes objetivos: gerar visibilidade e protagonismo social para a classe trabalhadora diretamente envolvida, por meio da geração de uma pauta positiva; inspirar o público em geral, não só aos atletas, para a prática esportiva e os cuidados com a saúde; e, indiretamente, despertar a consciência ambiental de valorizar a higiene das vias públicas. Conta a parceria da Margem Cinema Brasil, da Re9 Assessoria Esportiva e da Cootravipa (Cooperativa de Trabalhadores Autônomos das Vilas de Porto Alegre), além do jornalista esportivo Sérgio Xavier Filho.

Sobre a Ponto

Fundada em abril de 2013, pelos comunicadores Cláudio Oliveira (Gestão de Projetos) e Kico Vicêncio (Planejamento Criativo), a Ponto é um hub para impacto positivo e sustentável. É um “ponto” de encontro de diferentes iniciativas que visam qualificar as relações econômicas, sociais e ambientais. Atende empresas, projetos, instituições, órgãos públicos, imprensa e outras organizações com potencial transformador. Desenvolve projetos criativos (associando marcas e causas), estratégias de conexão (conectando projetos a recursos) e planejamento em Comunicação e Marketing (para negócios de impacto positivo). Idealiza e executa projetos reconhecidos publicamente como a Copa dos Refugiados e o Movimento Pais de Coração. Mais: www.lucrosocial.com

Sobre a ABACE

A ABACE (Associação Buriti de Arte, Cultura e Esporte) é uma organização social, fundada em 2015, com o propósito de identificar e criar oportunidades de transformação de realidades. Tem como principal foco, mas não exclusivo, atender crianças e adolescentes, de populações urbanas, em estágio de exclusão social, utilizando a arte, a cultura e o esporte como ferramentas de transformação. Para isso, faz a ponte entre projetos que geram impacto mas dispõem de poucos recursos; e pessoas e empresas interessadas em fazer investimento social sustentável, além de oferecer assessoria a ambos. Para desenvolver o trabalho, a ABACE capta recursos com empresas e pessoas físicas, realiza eventos beneficentes e conta com o apoio direto de seu embaixador, o apresentador e humorista Fabio Porchat. A coordenação executiva fica a cargo da assistente social Lorena Braga. Nos últimos três anos, a organização investiu mais de R$ 350 mil em diversos projetos, bem como colaborou para iniciativas como McDia Feliz, Hospital Pequeno Príncipe e Casa do Zezinho.

Mais: www.abacebrasil.com.br.

Texto: Claucio Brião